O Velho

Caminhando...

sexta-feira, abril 04, 2008

Um poema resgatado

 

Que ótimo! Tava arrumando minhas bagunças antigas, os papéis acumulados que por preguiça não separava. Pra jogar fora o que era inútil e guardar algo importate.

 

Imagina o que achei?

 

Uma folha de caderno destacada, com um dos primeiros poemas que escrevi, com certeza há mais de 10 anos! Não coloquei data na folha (não tinha esse hábito ainda).  Até separei as sílabas poéticas, dividindo com barras e númerando cada uma pra praticar. Tentei, na época, fazer os versos com 12 sílabas cada. rsrs. Nem nome artístico eu tinha ainda! Coloquei "Edson" mesmo.

 

Transcrevo-o abaixo, sem as anotações das divisões silábicas, é claro...

 

Chama-se:

 

Inspiração

Ao meu redor vejo tanto conhecimento

Transportando-me para impérios antiquíssimos

Até as novas belezas e os cruéis castigos

Tanta instrução, jaz inútil nesse momento

Pois o que diminuiria o meu tormento

É aquele riacho de cristalinas águas

Onde a peneira vasculha o brilhante pó

Pó este que pelo vão dos dedos escapa

E, com isso, apenas aumenta minhas mágoas

Que se antes já me faziam sentir tão só

Agora, por este poema, dou-lhe um tapa!

Pois a procura está além do último nó

Está muito além do poder da instrução

É igualmente algo importante: a inspiração!

Bonitinho, né?

;-)

18 Comments:

Blogger Jhow Carvalho said...

E ai véio?...
È realmente quando agente resolve dar uma arrumada em nossas bagunças achamos coisas incríveis que estavam perdidas no tempo.
Gostei do poema, que legal fazer a divisão silábica,você é um bom poeta.
Abraços.

10:46  
Blogger Emerson&Afins said...

E ai Véio, curti muito cara este poema, cada um pode transportá-lo à sua maneira. Belas palavras.

abrs
Emerson

10:47  
Blogger Kari said...

Muito "bonitinho" sim!!!!

É bom achar o que escrevemos a tempos, né? A gente acaba lembrando do que pensamos quando escrevemos, o que estávamos sentindo...

Lindo o poema, viu?

Beijão

18:01  
Blogger Narah said...

Acho que vou vasculhar minhas coisas tb...p ver se acho algo..tenho certeza que vou achar algum texto bem sofrido, de algum amor, que não deu certo, (triste sina, rsrs)...
é meu amigo...eu e ele tivemos uma conversa bem dolorida na sexta.. e chegamos a conclusão de que se não dá, não dá.
vamos tentar ser "amigos". e eu vou fazer o que vc me falou, e tentar pensar de forma "técnica".. se ele tiver de ser meu, será.
o pior que até lá, acho que não vou conseguir me envolver com ninguém. Sábado tive oportunidade de estar com uma pessoa, legalzinha, mais só lembrava do rosto dele... não fiquei.
e a criatura ainda se chateou comigo.
tive a sensação de que se ficasse com ele, estaria traindo meu sentimento.. entende?

"as vezes sou tão misteriosa, que nem eu me entendo".

Clarice Lispector

10:46  
Blogger Cynthia Lopes said...

rsrsrsrsrs... vc é sempre bonitinho! Bom achado, belo tesouro. Bjs, meu Véio

12:16  
Blogger Narah said...

vc deve me achar uma maluca, escrevendo essas coisas aqui, pra vc, sem agente se conhecer, né?


é achO que eu sOu memsO.

16:04  
Blogger Narah said...

nOOssa.. qtO mais O tempO passa, mais é difícil entender a min.
Obrigada mesmO, pOr ser tãO legal cOmigO.
me passa teu e-mail, pra gente se falar melhOr..
bjOs!

10:00  
Blogger Rafaew said...

bem bonitinho! Gostei do que vi ;)

11:39  
Blogger Luana Camará said...

Nunca perca a capacidade de sentir.

14:05  
Blogger Luana Camará said...

ha vozes em mim.....

14:07  
Blogger Luana Camará said...

Há vozes e segredos

Rumores de esperança

Silêncios e medos

A lentidão do tempo

Destapa véus e beijos

Suavemente descobre

Cada gota de sal

Atada numa lágrima

Docemente trazida

Na emoção do enlaço.

Luana Camará

14:17  
Anonymous candy said...

Ai gostei!
lindinho!
Agora deu vontade de procurar um caderno de poesias que escrevi todinho (!) qnd tinha uns 12 anos.
Capaz de ter ido pro lixo
Uma pena =/

Bom fds!!!!!!
:D
;*******

23:19  
Blogger Cla... said...

rsrsrrs..nossos escritos...
Obrigada por me visitar sempre...

15:26  
Blogger Dan said...

Bem bonitinho...
:)

00:35  
Blogger Luana Camará said...

Porque em mim há vozes que não se calam, furioso como o mar que violenta as rochas, como o sol q invademeu quarto, tal como esse amor que me castra e me domina.

11:26  
Blogger UMA BANDOLEIRA said...

liberar o passado
cocegas no insconciente.

22:53  
Blogger Jhow Carvalho said...

E ai véio passando para conferir as novidades...

12:09  
Blogger Hugo Sales said...

muito bonito Veio.
você estava dez neste dia.
O poeta sempre cria, buscando outras formas de vida.
te admiro
abração

23:07  

Postar um comentário

<< Home