O Velho

Caminhando...

terça-feira, março 06, 2007

Terapia póstuma

Abraços, até mais!

Voltei no tempo e descobri que havia morrido. Cai num vórtice silencioso e acabei parando onde nem mesmo as baratas estiveram. Foi a experiência mais indiferente que já tive (depois, é claro, daquela vez que fiquei o dia inteiro em frente da televisão). Por que será?

Talvez a comodidade me fascine. Talvez as mesmas sete notas transmitidas da minha mente ao cadáver do freixo que compõe minha guitarra, repetidas à exaustão, excitem a mim mais do que às cordas.

Não, é algo diferente. Caí num mundo novo que não me compreendeu. Era limitado demais. Voltei ao vórtice e tentei outros lugares, outros sonhos, outras alternativas. Tudo igual.

Hoje resolvi experimentar a vida real novamente. A internet, é claro. Não, o Véio não teve um derrame. O Véio voltou, viu?

E quem quer saber, afinal? Poucos comentários na minha ausência. Bom, de qualquer forma, gosto de me sentir isolado. Adoro a solidão. Minha companhia me agrada.

Não ligue se eu não ligar, não responder e-mail. Deve ser egoismo. Deve ser falta de zêlo pelos amigos. Me esforço pra me consertar, mas dali a pouco... já viu, né?

Importa que eu voltei. O Véio voltou. Hoje vi o recado da Anna Jamile. Ela voltou também!


;-)

Oi, tudo bem?

2 Comments:

Anonymous marcela said...

Poucos comentários no blog; sua lembrança muito forte no pensamento... ainda semana passada eu dizia numa mesa de um certo bar que estava preocupada com o Edinho... que o edinho havia sumido... Quanto ao "Arlequinal", eu o deletei há mais ou menos um mês. Você havia notado?

09:40  
Blogger O Véio said...

Percebi...

Porque???


Estou tocando no Jegue de sexta, viu?

10:41  

Postar um comentário

<< Home