O Velho

Caminhando...

quinta-feira, julho 30, 2009

Terra da Esperança

 

Cada braço
cada voz
cada alento

Cada amigo
cada dia
cada tempo

Cada língua
cada troca
cada toca
cada míngua
Que se extíngua toda troça
Que se entoe o que é de graça

Pra matar a forme alheia
cada parte dessa pizza
velha rede de intrigas
que pescou essa baleia

E quem liga?
E quem ceia?

Que os humanos sejam seres
Que se lembrem que um por todos
Não é meta, nem cometa
É verdade, é estrela

É o sonho do poeta
É ação de cada um
É canção, mas toda nota
tem seu tempo, tem seu chão
Não se basta e fecha a porta
mas sim, age, canta e lota
um país que quer ser bom.

 

caridade

;-)

12 Comments:

Blogger Shauan Bencks said...

não é meta, nem cometa...

demais

01:21  
Anonymous adriana said...

Edinho,
Belo espaço.
Obrigada pela visita e pela luz!

08:41  
Blogger Serena Flor said...

Que lindo Edinho!
Que saudade estava de vir aqui...quanto tempo!
Tenho andado um pouco relápsa com as visitas aos amigos, mas prometo que melhoro(ando com a cabeça um pouco atrapalhada)rs
Um grande beijo, um forte abraço e um largo sorriso deixo pra ti meu lindo!
Beijos.

08:42  
OpenID paginassempauta said...

Belíssimo poema, Edinho. =)
Abraço.

20:57  
Blogger Shin Tau said...

Velho, saudades mesmo!

Já tinha saudades das tuas palavras de amor. Disse lá no Grimoire que essas palavras só pdoem vir de dentro de ti, daquele lugar onde brota a tua essência, Amor Puro!

Lindo!

Beijocas grandes

09:10  
Blogger Gilberto Gonçalves said...

Meu velho, recebi um comentário seu, lá no Alma Mater, e aproveitei para vir lhe visitar.
Vim, e gostei do que encontrei. Muita sensibilidade, muita busca interior, muita introspecção, num desafio machadiano, do tipo "decifra-me, se és capaz".
Admiro muito o hermetismo espiritual, mas a minha missão pede a decodificação da linguagem velada.
Assim, desvelo os mistérios que ficaram guardados no tempo ou que têm sido mal interpretados. Uso a numerologia pitagórica, para dizer o que é preciso ser revelado, de uma forma bem clara para que possa ser bem entendido.
Agradeço sinceramente a sua visita ao meu Alma Mater, e o seu conciso, porém profundo comentário. Volte sempre.
Um abraço.
Gilberto.

13:48  
Blogger Cynthia Lopes said...

Estamos cheios de esperança, pois não? Tomara meu amigo o Véio, que a gente possa dar as mãos...
bjs

12:34  
Blogger Simplesmente *Ana* said...

NOssa...
Eu não tinha visto, vi agora...
Me deu alívio no coração,



..." É o sonho do poeta
É ação de cada um
É canção, mas toda nota
tem seu tempo, tem seu chão
Não se basta e fecha a porta
mas sim, age, canta e lota
um país que quer ser bom"...


Basta ter esperança, é tão simples...

Que lindo, meu amor, meu poéta...

Te Amo-te

19:31  
Blogger Jhow Carvalho said...

Olá tudo bem com você Edinho...Muito legal essa sua postagem...Muito linda um grande abraço...

19:20  
Blogger Jhow Carvalho said...

Olá Edinho tudo bem? Valeu pelo seu comentário, então em aprendendo a amar, a minha intenção e falar sobre a forma de forma dos adolescentes e também sobre a confusão de sentimentos que passa na cabeça tanto da Mayra quanto do Alexandre, então tem muita paixão mesmo, value pelos toques muito grato.

11:10  
Blogger Dan said...

necessidade do outro é compreender que amor não se aprende sozinho...

saudades
:)

00:37  
Blogger Codinome Nane said...

Olá Edinho
Nossa sumi , espero que volte a te visitar com mais frequencia !
Como está ?

Bjos

21:47  

Postar um comentário

<< Home